Policia Federal deve identificar o senador que fraudou a eleição no senado. O autor poderá perder o mandato

O atual presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, decidiu levar até as últimas consequências a questão da fraude na primeira votação na eleição para presidente da Casa.

O corregedor do Senado, Roberto Rocha, está fazendo a sua parte, ouvindo senadores e servidores para apurar a falcatrua. Entretanto, a elucidação do caso certamente será feita pela Polícia Federal, que já foi chamada para efetuar a perícia nas imagens.

Descoberto o fraudador, não restará outra alternativa que não seja a cassação de seu mandato.

Dois votos para Renan Calheiros foram colocados fora do envelope. Pelas imagens, a Polícia Federal não terá maiores dificuldades em identificar os votos. O empenho do corregedor Roberto Rocha e agora a determinação do presidente do senado Davi Alcoumbre, para que o fato seja devidamente apurado, tem estimulado inúmeros senadores a cobrar por transparência.

Outro fato bem marcante registrado nas eleições, foi a intempestiva e bastante agressiva atitude da senadora  Katia Abreu, em que tomou uma pasta com documentos das mãos do senador Davi Alcolumbre, quando ele exercia a presidência dos trabalhos para a eleição do presidente do Senado Federal. O caso vai chegar a comissão de ética do senado.

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *