Presidente do STF cassa liminar do ministro Marco Aurélio de Melo e garante votação secreta no Senado

 

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, determinou, na noite desta quarta-feira 9, manter votação secreta para a eleição da presidência do Senado.

A medida derruba a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que havia determinado, em dezembro do ano passado, que a votação fosse aberta. Dias Toffoli atendeu a recursos do MDB e do Partido Solidariedade, que queriam votação fechada, de acordo com o que manda o regimento da Casa. Mais cedo, na tarde desta quarta-feira, Toffoli negou ação do deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) e manteve o voto secreto também para a escolha do presidente da Câmara dos Deputados.

Fonte: Veja

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *