Aumento de 16,38 % para o STF causará impacto de R$ 4 bilhões nas contas públicas e mais desigualdades

aldir

Para atender os interesses da maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal, que querem um reajuste salarial de 16,38 %, que em efeito cascata beneficiará todos os tribunais federais e estaduais, ministérios públicos, defensorias públicas e será estendido aos poderes legislativos federal, estadual e municipal. O Governo Federal calcula em um impacto superior a R$ 4 bilhões nos cofres públicos.

Para garantir a proposta do STF, o governo será obrigado a fazer mais cortes nos serviços essenciais para a população, dentro os quais a educação e a saúde devem ficar muito piores. A realidade é que as desigualdades sociais passarão a ser bem maiores, e naturalmente a fome e a miséria, que estão bem visíveis, serão piores e haja violência em níveis inimagináveis.

O mais ridículo e até deplorável foi a justificativa do ministro Ricardo Lewandowski, quando em entrevista a imprensa, destacou que o mais de um de bilhão de reais devolvido a Petrobrás, pela Lava Jato, seria uma espécie de respaldo para atender as reivindicações do seleto grupo de 11 ministros do STF, dentre os quais 04 foram contra a concessão da reposição salarial.

Com a atitude, o STF, que já perdeu o respeito e a confiança da maioria da população brasileira por decisões muitas vezes avaliadas como nada transparente, fica mais perto de mais desconfianças do povo.

Enquanto isso o reajuste do salário mínimo de 2018 foi de apenas 6,47% em relação ao valor do ano de 2016.

 

 

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>