Gastão Vieira sai do ostracismo e ganha destaque na mídia como vítima de golpistas do whatsapp

aldir

O bacharel em direito Gastão Vieira saiu do ostracismo esta semana por ter sido vitima de golpe de bandidos de clonagem de whatsapp. Ele foi um politico influente e se tornou destaque, guindado pelo grupo Sarney. Exerceu cargos federais no Maranhão, foi Secretário de Estado e foi eleito para os cargos de deputado estadual e federal por várias legislaturas, além de ter sido Ministro do Turismo, sempre guindado pelo grupo Sarney, tendo como os seus principais padrinhos o ex-presidente José Sarney e a ex-governadora Roseana Sarney.

Apesar de todo o apadrinhamento, muitas vezes Gastão Vieira foi pego mijando fora do caco, fazendo criticas ao próprio grupo que lhe deu tudo, mas sempre acabava se revelando uma Madalena arrependida. Sempre foi perdoado, muito embora houvesse inúmeras advertências de outros integrantes do grupo, de que Gastão Vieira apesar de viver dentro do contexto tinha muita identificação com rasteira e traição, mas mesmo assim, o ex-presidente e a ex-governadora lhes davam integral apoio.

Quando da eleição de Flavio Dino, como governador do Estado e a derrota do grupo Sarney, Gastão Vieira foi um dos primeiros políticos a mostrar insatisfação, mas mesmo assim foi nomeado para o Fundo de Desenvolvimento Social da Educação. Diante de uma nova conjuntura politica em que poderia vir a ser defenestrado do FNDE, ardilosamente costurou apoio do governador Flavio Dino para continuar no cargo, com o respaldo do PCdoB, garantindo em troca apoios exigidos pelo governador. Com a defenestração de Dilma Rousseff, da presidência da república e a volta do PMDB, Gastão Vieira tentou se reconciliar com oex-partido, mas já era considerado um desertor e estranho no ninho.

 

A trajetória de um soldado que ainda não foi promovido s cabo

 

Gastão Vieira se tornou irreconhecível para os poucos amigos que lhes restou e ratificou a sua subserviência de bajulador para estar dentro do poder. Se ofereceuao Flavio Dino, para ser coordenador dos interesses do Governo do Maranhão em Brasília, que não mereceu qualquer comentário. Conseguindo a direção estadual do PROS, foi em busca de uma aproximação com o Palácio dos Leões, e nem mesmo havia chegado ensaiou uma candidatura ao Senado Federal, sendo que antes tentou ser emplacado em uma Secretaria de Estado.

A voracidade do seu oportunismo mereceu um puxão de orelha do todo poderoso Márcio Jerry, com a história de ele chegou como soldado e deverá trabalhar e lutar para ser promovido a cabo e assim conquistando outros espaços, muito embora haja uma grande resistência dentro do PCdoB contra ele, com argumento de ele pode ser visto como espião para tentar voltar ao seu grupo original.

Gastão Vieira ganhou a promessa de Márcio Jerry, de que vai ajudá-lo a ser eleito deputado federal. Embora desconfiado, acreditou na promessa, mas diante do desespero incontrolável do mandatório do PCdoB em ser o deputado federal mais votado do Maranhão, o ex-integrante do grupo Sarney vem tentando buscar apoio em antigos conhecidos que foram subestimados por ele, e todos lhes viram as costas e até se escondem quando o vêm.

 

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *