Condenada pela justiça por prática ilícita a CEMAR tenta fazer esclarecimentos evasivos

aldir

Lamentável a tentativa da CEMAR em querer com sofismas, confundir a opinião pública

Abaixo a nota da assessoria de imprensa da CEMAR, que poderia ser questionada junto à fonte de informação, que inclusivefoi citada no final do texto. Em momento algum a CEMAR se refere à autorização do consumidor para pagamento de seguro em conta de luz, que foi um dos méritos para a condenação judicial da empresa. 

A Cemar esclarece que as cobranças lançadas na conta de energia elétrica correspondentes a seguradoras, instituições sociais (APAE, UNICEF, LBV, etc.) e outros serviços, a exemplo do Vida Premiada, tratam-se de uma modalidade de convênio, firmado entre a Cemar e as instituições citadas, regido pela Resolução 581/2013 da ANEEL.

Cabe informar, ainda, que todos os lançamentos de convênios por meio da conta de energia, obedecem a legislação vigente, e que, caso o cliente não deseje mais o serviço contratado ou não queira mais destinar a sua contribuição, o pedido de cancelamento pode ser feito a qualquer momento, basta entrar em contato com a seguradora ou instituição, ou ainda em uma agência de atendimento da Cemar. Eventuais situações que gerem algum valor a ser devolvido, a Cemar avaliará junto à empresa contratada e procederá a devolução, conforme exige a resolução;

Sobre a decisão do TJMA por meio da comarca de Lago da Pedra, a Cemar informa que tão logo seja intimada da decisão, adotará as medidas processuais cabíveis.

Assessoria de Imprensa da Cemar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *