O PCdoB irá compor com o PT para o senado ou para vice-governador?

aldir

A reunião entre os diretórios municipal e estadual com a direção nacional do Partido dos Trabalhadores ficou acordada a participação do partido na chapa majoritária do PCdoB e a defesa da candidatura de Lula, mesmo ele preso. Durante o encontro ninguém se manifestou contrário, nem mesmo os petistas aliados do Palácio dos Leões.

                       O problema agora está com o governador Flavio Dino, que deseja do PT apenas o horário de televisão e radio durante a campanha, mas não estaria disposto de abrir mão dos seus interesses políticos para aceitar o PT na sua chapa majoritária. O acerto feito com a direção nacional do PT, estabelece que haverá dois viés, se não houver entendimento a questão poderá voltar a estaca zero.

                       O grupo do PT que não é aliado ao governador Flavio Dino, defende na composição a candidatura de Márcio Jardim, ex-Secretário de Estado de Desportos e Lazer ao senado ou do deputado federal Zé Carlos para vice-governador. Os dois nomes, não seriam de agrado pelo Palácio dos Leões, mas na verdade, qualquer nome que seja apresentado não será aceito pelo governador, haja vista que ele quer na realidade é o tempo de rádio e televisão do partido, sem dar nada em troca, além de que já se decidiu publicamente pelo apoio ao presidenciável Ciro Gomes, descartando qualquer possibilidade de candidatura de Lula, que deve continuar preso.

                        Muitos petistas locais, entendem que diante da fragilidade do PT com a prisão de Lula e da necessidade de somatório de forças, não será novidade se o governador Flavio Dino atropelar todos e impor a sua vontade e não atender as exigências do PT e ainda levar o tempo de televisão e rádio do partido.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *